Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Pensamentos ao acaso, mas... não por acaso !!

Terça-feira, 04.08.20

ás vezes penso.jpg

Por vezes interrogo-me porque serei tão difícil de entender. Depois deduzo que seja... Porque digo o que sinto e não o que penso e a grande parte das pessoas, age de maneira inversa.

Certa ou errada... para mim, o sentir será sempre mais racional que o pensar.

Podemos pensar agora algo e daqui por uns segundos mudamos o pensamento. Já o sentir, quando de verdade, fica "impregnado" em nós, por tempo indefinido.


®M.Cabral
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Maroussia às 23:40

Relax...!!

Terça-feira, 04.08.20

Música que nos eleva a outros "patamares", onde a Paz e Serenidade toma posse de nós ... !!

®M.Cabral

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Maroussia às 14:47

UMA NARRATIVA POR DIA... !!

Terça-feira, 04.08.20

-transito.jpg

                         Narrativa do Dia - " Apenas mais um... entre tantos...!! "

Num final de um dia de trabalho, percorrendo as ruas da cidade e tentando encontrar o caminho mais fácil para fugir ao transito, na tentativa de chegar o mais rápido a casa, parei o carro num sinal vermelho e, num rompante quase abruptamente, vejo no vidro dianteiro, um pano sujo, manuseado por umas mãos ainda mais sujas.

Após duas fracas passagens pelo vidro, olho para um mão estendida, em silêncio, de alguém cambaleante. Ainda atónita, olhei para aquele rosto cadavérico, envelhecido, embora não passasse de um "menino".

Os olhos encovados e suplicantes, baços e sem brilho eram de uma profundidade tão penetrante, que quase me deixaram petrificada, e senti-me incapaz de dizer o que quer que fosse.

Balbuciou duas ou três palavras, para mim quase imperceptíveis, enquanto a sua mão continuava quase em súplica.

Um pouco mais refeita, lá consegui arranjar coragem para lhe perguntar se estava a sentir-se bem, que talvez tivesse fome, e se fosse esse o caso, eu iria dar-lhe de comer, que queria ajudá-lo, talvez até levá-lo a um hospital.
Respondeu-me tremulamente que se o quisesse realmente ajudar, lhe desse algum dinheiro, assim o ajudaria muito mais, pelo menos a morrer com menos dor.
Apercebendo-me do quadro que tinha na minha frente, tentei contra-pôr, que estava na vontade dele a decisão de voltar atrás que era muito jovem para se render assim tão facilmente.

Respondeu-me com algum tremor na voz, a morte não tem retorno e eu tenho a morte dentro de mim.

Compreendi, que nada do que eu dissesse ou fizesse iria demovê-lo. Impotente, dei-lhe o que ele queria, dinheiro. Sorriu-me, com um sorriso que mais parecia um esgar e afastou-se cabisbaixo, carregando em si o peso da desgraça e da morte anunciada.

Aquele quadro marcou-me profundamente. Fez crescer dentro de mim uma raiva e uma revolta tão grande que dura até hoje.

Quem manda, cruza os braços, não por impotência mas por cobardia. Afinal, o vil metal é o "chefe supremo" da Humanidade.

E assim se vão "engordando" bolsos ambiciosos, à custa da morte dos nossos filhos e, se fica impune.
O que me serve de consolo é que a justiça dos homens é cega mas, a Divina não perdoa e a Deus todos terão de prestar contas.

autoria de__ M.Cabral_pt®

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Maroussia às 01:06





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Agosto 2020

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031



O Tempo não pára... !!