Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MAROUSSIA

Um pouco de mim... Sobre o que sinto, ouço, escrevo e gosto !!

MAROUSSIA

Um pouco de mim... Sobre o que sinto, ouço, escrevo e gosto !!

30.07.21

Mais um ano de um "luto" interminável... e sei que nunca o vou conseguir fazer !!

Para ti Querida Mãe, palavras sentidas !


Maroussia

 

Faz hoje 9 anos que finaste. Saudades sem definiçâo possível de avaliar, quer seja na quantidade ou dor.

Pese embora, correndo o risco de passar por "louca", falo contigo todos os dias, porque sei que "aí" onde estás, me ouves e por "códigos" me respondes.

Toda esta "Coisa" grandiosa a que damos o nome de Vida, nos une de uma forma de continuidade, pelo sangue e coração. Todos os Seres são dotados desse orgão vital, um coração. No entanto e não é por um acaso, uma mãe durante nove meses tem dois a bater dentro de si.

Esse bater em duo, forma um laço interminável. Por essa razão estás sempre dentro do meu coração. Nas minhas veias, corre o teu sangue. Do meu ventre brotaram duas "flores", que já se "reproduziram" em mais três, e tudo isto só acontece porque do teu floresceu esta "planta", que agora te escreve estas palavras.

É assim que nos tornamos "imortais". Nesta passagem de "testemunho".

Tinha tanta coisa para escrever mas não consigo. Até porque fica e ficará sempre algo por "dizer".

Um dia, que cada vez se acerca mais, iremos reencontrar-nos e aí sim, teremos a "eternidade" para colocar tudo em dia. As palavras que não dissemos, os beijos que não trocámos e os abraços que não demos, porque o tempo nos "ocupava" e escravizava com o tic tac apressado de 24,00 horas e tínhamos sempre que "fazer", numa correria desenfreada, para o "nada"...!

Até lá, só quero "dizer-te" que continuo a amar-te, se isso é possível, penso que cada vez mais, e que te sintas em Paz.

Beijos carregados de saudades e amor da tua filha. Até um dia minha querida MÃE.
®M. Cabral 

ano

Relógio