Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MAROUSSIA

Um pouco de mim... Sobre o que sinto, ouço, escrevo e gosto !!

MAROUSSIA

Um pouco de mim... Sobre o que sinto, ouço, escrevo e gosto !!

08.09.20

O amor jamais será impossível... poderá é nunca ser "vivenciado" !!


Maroussia

images (2).jpg
                                         A flor e o colibri

As flores já estão nos campos, a primavera chegou.
Uma mais bela que a outra, formam jardim multi-cor.
Elas estão embelezando, de baixo até o alto da serra.
Um paraíso escondido, em algum canto da terra.

Este lugar é conhecido, do colibri vagabundo.
Sempre voando baixinho, por todos lugares do mundo.
Entre as flores existe uma, que por encanto surgiu.
Sempre lhe sopra a brisa, lá na beirada do rio.

Linda e muito diferente, é esta pequena flor.
Suas pétalas tão macias, sempre exalando amor.
O colibri assanhado, voando por ela passou.
Ficando hipnotizado, deu meia volta e voltou.

O que pode querer, o colibri vagabundo.
Pois esta pequena flor, é a mais linda do mundo
Batendo suas asinhas, perto dela ele chegou.
Ela muito envergonhada, suas pétalas fechou.

Triste partiu o colibri, para outras flores beijar.
Com ela no coração, esperou outro dia chegar.
Quando se viu sozinha, a flor se pôs a pensar.
Que sentimento é este,que ele esta em mim despertar ?

Para o pequeno colibri, a noite demorou a passar.
Mas vindo a raiar o sol, a natureza veio se alegrar.
Voando veio o colibri,em busca daquela flor.
Mal sabia que em seu coração, estava nascendo o amor.

Durante aquela noite, a flor ficou a pensar.
O que mais agora desejo, é que ele venha me beijar.
Chegando pertinho dela,em um galho ele sentou.
E ficou a admira-la, e ela dele gostou.

E com suas pétalas abertas, ficou ela a esperar.
Que ele com seu biquinho comprido, depressa a fosse beijar.
Ele todo envergonhado, pertinho dela chegou.
E com sua língua fininha, de dentro dela o néctar sugou.

Assim durou o amor, durante aquela primavera.
Toda vez que ele vinha, ela estava a sua espera.
Mal sabiam os dois, que este amor é passageiro.
Para acabar com o amor, o tempo passa ligeiro.

Acabou-se a primavera, então chegou o verão.
Queimando as pétalas da flor e as jogando no chão.
Nesta pequena história, eu me coloco a pensar.
Se realmente nesta vida, valerá a pena amar.

(c) L.Carlos.Br.

Nota pessoal:  Este belissimo texto foi-me enviado por um amigo que muito estimo... Tinha de o expor no blog. 
®M.Cabral  - Este post foi reposto,  devido a um problema no pc, que desorganizou o  blog.

03.09.20

Porque não "lutarmos" para que apesar de todas as contradições que a Vida nos impõe, tentar vivê-la o melhor que nos seja possível ?!


Maroussia

RERYEY.jpg

Sei que nos dias que correm,  não nos é fácil encarar a vida com o optimismo desejado. As tragédias com que somos confrontados,  mais nos colocam numa posição de repensar que, afinal a Vida não será aquilo que todos nós idealizámos.


Tomamos consciência de que nada somos, que de um momento para o outro tudo pára, tudo se modifica, até tudo pode acabar. Todavia, cruzar os braços, baixar a cabeça, fechar os olhos, de nada nos adianta, porque a vida vai continuando,  e nós vamos ter de a viver o melhor que pudermos.

Ao ler este belíssimo texto de Carlos Drumond de Andrade (um mestre de Sabedoria), pensei que seria apropriado transcreve-lo aqui, neste preciso momento, em que estamos mais fragilizados.

Se o lermos com muita atenção e meditarmos um pouco  sobre a sua "mensagem", penso  que  se  tornará muito mais  leve a  nossa maneira de encararmos o menos bom e, valorizar o que ainda conseguimos e podemos conservar, modificar e renovar.
 
®M.Cabral

"" De hoje em diante todos os dias ao acordar, direi :

Eu hoje vou ser Feliz !

Vou lembrar de agradecer ao sol pelo seu calor e luminosidade, sentirei que estou vivendo, respirando. Posso desfrutar de todos os recursos da natureza Gratuitamente. Não preciso comprar o canto dos Pássaros, nem o murmúrio das ondas do mar.
Lembrarei de sentir a beleza das árvores, das flores. Vou sorrir mais, sempre que puder. Vou cultivar mais amizades e neutralizar as inimizades.
Lembrarei de sentir a beleza das árvores, das flores. Vou sorrir mais, sempre que puder. Vou cultivar mais amizades e neutralizar as inimizades.
Não vou julgar os actos dos meus semelhantes ou companheiros. Vou aprimorar os meus.
Lembrarei de ligar para alguém para dizer que estou com saudades Reservarei minutos de silêncio, para ter a oportunidade de ouvir.
Não vou lamentar nem amargar as injustiças. Vou pensar no que posso fazer para diminuir seus efeitos. Terei sempre em mente que um minuto passado, não volta mais, vou viver todos os minutos proveitosamente.
Não vou sofrer por antecipação prevendo futuros incertos, nem com atraso, lembrando de coisas sobre as quais não tenho mais acção.
Não vou pensar no que não tenho e que gostaria de ter, mas em como posso ser feliz com o que possuo. E o maior bem que possuo é a  própria vida.
Vou lembrar de ler uma poesia e de ouvir uma canção, vou dedicá-las a alguém. Vou fazer alguma coisa para alguém, sem esperar nada em troca, apenas pelo prazer de ver alguém sorrir.
Vou lembrar que existe alguém que me quer bem, vou dedicar uns minutos de pensamento para os que já se foram para que saibam que serão sempre uma doce lembrança, até que venhamos a nos encontrar outra vez.
Vou procurar dar um pouco de alegria para alguém, especialmente quando sentir que a tristeza e o desânimo querem se aproximar.
E quando a noite chegar, vou olhar o céu, para as estrelas e para o luar e agradecer a Deus, porque...

Eu hoje fui Feliz ! ""
Texto de Carlos D. Andrade 

04.08.20

Uma Narrativa entre muitas...


Maroussia

-transito.jpg

                         Narrativa do Dia - " Apenas mais um... entre tantos...!! "

Num final de um dia de trabalho, percorrendo as ruas da cidade e tentando encontrar o caminho mais fácil para fugir ao transito, na tentativa de chegar o mais rápido a casa, parei o carro num sinal vermelho e, num rompante quase abruptamente, vejo no vidro dianteiro, um pano sujo, manuseado por umas mãos ainda mais sujas.

Após duas fracas passagens pelo vidro, olho para um mão estendida, em silêncio, de alguém cambaleante. Ainda atónita, olhei para aquele rosto cadavérico, envelhecido, embora não passasse de um "menino".

Os olhos encovados e suplicantes, baços e sem brilho eram de uma profundidade tão penetrante, que quase me deixaram petrificada, e senti-me incapaz de dizer o que quer que fosse.

Balbuciou duas ou três palavras, para mim quase imperceptíveis, enquanto a sua mão continuava quase em súplica.

Um pouco mais refeita, lá consegui arranjar coragem para lhe perguntar se estava a sentir-se bem, que talvez tivesse fome, e se fosse esse o caso, eu iria dar-lhe de comer, que queria ajudá-lo, talvez até levá-lo a um hospital.
Respondeu-me tremulamente que se o quisesse realmente ajudar, lhe desse algum dinheiro, assim o ajudaria muito mais, pelo menos a morrer com menos dor.
Apercebendo-me do quadro que tinha na minha frente, tentei contra-pôr, que estava na vontade dele a decisão de voltar atrás que era muito jovem para se render assim tão facilmente.

Respondeu-me com algum tremor na voz, a morte não tem retorno e eu tenho a morte dentro de mim.

Compreendi, que nada do que eu dissesse ou fizesse iria demovê-lo. Impotente, dei-lhe o que ele queria, dinheiro. Sorriu-me, com um sorriso que mais parecia um esgar e afastou-se cabisbaixo, carregando em si o peso da desgraça e da morte anunciada.

Aquele quadro marcou-me profundamente. Fez crescer dentro de mim uma raiva e uma revolta tão grande que dura até hoje.

Quem manda, cruza os braços, não por impotência mas por cobardia. Afinal, o vil metal é o "chefe supremo" da Humanidade.

E assim se vão "engordando" bolsos ambiciosos, à custa da morte dos nossos filhos e, se fica impune.
O que me serve de consolo é que a justiça dos homens é cega mas, a Divina não perdoa e a Deus todos terão de prestar contas.

autoria de__ M.Cabral_pt®

15.06.20

Resultado do "confinamento". O tempo dá para tudo o que antes, pouco nos permitia...pensar escrever, pintar, musicar. etc. Eu tenho diversificado, mas escrever mantém-me "viva"...Temos de nos adaptar a um novo modo de...Viver !


Maroussia

 

 

 

 

 

 

 

 


O que é o Amor... ??







Porque será que não tem definição, fala-se e escreve-se muito sobre o Amor (contra mim sou) todavia, é algo indefinível...!

Ao pensar nisto bem a "fundo" (sou muito "pensadora" por natureza), cheguei a esta conclusão. Quiçá, disparatada mas, onde vejo poder haver, alguma assertividade, penso eu que... !

Concebo o "Amor", como o sentimento que une Pais e filhos, porque é algo naturalmente puro, com um elo de ligação que é único.

Todo o resto é afeição... são os afectos que ligam ou não (porque o ódio existe, como sentimento muito forte) todos os Seres, sejam humanos ou animais.

O que existe entre dois seres enamorados, é paixão...! Vivem-se estados de Paixão inebriantes, intensas ou fugases.

Umas acabam rápidamente, outras resistem algum tempo, alimentadas pelo desejo carnal. Estaría a faltar à verdade se não mencionasse a importância da atracção sexual.

Há depois as paixões, que duram longos anos, algumas uma vida inteira. São as paixões que os casais "alimentam", quando sabem transformar a paixão mais fogosa, em Amizade intensa e profunda.

Constroem famílias, sempre apoiados na união, afectos, cumplicidade, respeito mútuo, protecção, carinho, apego, entrega... e assim, vivem momentos felizes ao longo das suas vidas.

E se pensarmos bem, tudo começou pela atracção, que passou à paixão. Talvez por isso, seja tão comum dizer-se... estão apaixonados !!

®M.Cabral

07.05.20

Porque a Amizade é o sentimento mais puro do Universo... pensei que a devia "homenagear", como a sinto...!!!


Maroussia

a5db18.jpgby net

” AMIZADE “

Sentimento de primeira necessidade
mais forte do que o amor ou a paixão,
porque toda a grandeza que tem a amizade
vem enraizada do mais puro coração.

A paixão é efémera e pouco tempo dura
o sentimento que lhe segue é o amor,
mas a verdadeira Amizade sempre perdura,
sem nunca dar lugar à mágoa ou à dor.

O amor é um estado meio inebriante
de curta, média ou longa duração,
mas a Amizade permanece constante
porque é a nobreza sentida pelo coração.

A paixão é vivida em todos os sentidos
o amor com todos os órgãos vitais,
a Amizade é, apenas sentimentos unidos,
dos amigos sinceros que nunca são demais.

Amizade, palavra um pouco aviltada
há muita gente a invocá-la em vão,
alguns, pela a Amizade não "sentem" nada
outros, pouco ou nenhum valor lhe dão.

Mas é um sentimento nobre para cultivar
tal e qual como a mais sensível flor,
porque quem a Amizade não tem para dar,
como ser humano, terá muito pouco valor.

Por isso o sentimento que mais satisfaz
é a Amizade na sua essência mais pura,
um amigo por um amigo de tudo é capaz
tudo faz, sem nunca lhe apresentar “factura”.

Se o Mundo inteiro parasse para pensar,
na importância que tem a palavra Amizade,
todos os conflitos se poderiam transformar
numa melhor e Humanizada Sociedade.. !!

®M.Cabral

24.04.20

Por "mares" nunca antes navegados...


Maroussia

lurar.jpgimagem by net

Por mares nunca antes "navegados
navegaste nas ondas do meu corpo
entre gemidos sufocados...

Tomaste-me nas redes do teu abraço
tal qual barco, chegado a bom porto,
os meus olhos baixavam de embaraço

O luar espelhava-se no mar revolto
as tuas mãos acariciavam-me lentamente
puxando com doçura o meu cabelo solto

E entre gemidos sufocados
por mares nunca antes "navegados"
Navegaste nas ondas do meu corpo !

®M.Cabral

15.11.19

Amor... Palavra sem definição !!


Maroussia

C2.jpg

”  AMOR SENTIDO  “   

Amor…

Palavra sem definição,

mistura de vários sentimentos

sentido apenas pelo coração,

transmitido em variados momentos.

Amor…

Dói quando não é correspondido,

mas amor sem dor

não é amor sentido.

Amor…

Sentimento de grande dimensão

para uns mera banalidade,

para outros, profunda paixão.

Amor…

Pobre de quem não o sente,

é estar morto com vida,

é ser inexistente

nesta emoção sentida.

Amor…

Passar na vida sem o conhecer

sem nunca se sentir apaixonado

é não ter razão para viver

é passar pela vida, mas ao lado

Amor…

É  saber amar desinteressadamente

é entrega total sem pedir troca,

é conseguir sentir intensamente,

quando o ser amado, nos toca !!

®M.Cabral
 
(imagem by internet)