Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MAROUSSIA

Um pouco de mim... Sobre o que sinto, ouço, escrevo e gosto !!

MAROUSSIA

Um pouco de mim... Sobre o que sinto, ouço, escrevo e gosto !!

13.02.21

Há beira de um "ataque" de nervos... quando o - insonorizado - silêncio, se torna "terrivelmente", ensurdecedor !!


Maroussia

tempo.jpg

Neste silencio torturante
ouço os gritos dos "sofredores",

Berros, ais, em tom suplicante
que resultam de enormes temores

Tapo os ouvidos e cerro os olhos
mas neste silencio que me tortura,

A minha mente flutua pelos escolhos,
da miséria, do caos, do "nada", que perdura

Calem-se os arautos da desgraça
que anunciam uma "morte" antecipada

Porque no pânico, a vontade já é escassa
no infortúnio, a "força" já está esgotada.

Calem-se os gritos que me atormentam
num silêncio que me deixa com receio

Não de um "vírus", mas dos afins que atentam,
a minha sanidade mental, quase por inteiro.

Olhando a rua, da parte de cá da vidraça
onde nem uma vivalma por lá passa,

Numa agoniante e infrutífera procura
Sinto medo, de um "rasgo" de ... Loucura !!

®Maria Cabral

19.12.20

Casa Prisional e local de Trabalho... as diferenças são de nos levar a uma boa "reflexão" !!!


Maroussia

Veja-as-Dicas-Salvadoras-para-Arrumar-as-Contas.jp

_93863441_thinkstockphotos-470938896.jpg

CASA PRISIONAL
Passa-se a maior parte do tempo numa "cela" 5x6m.
TRABALHO
Passa-se a maior parte do tempo numa sala 3x4m.

CASA PRISIONAL
Tem-se três refeições por dia de graça.

TRABALHO
Tem-se uma, no horário de almoço, e temos que pagar por ela.

CASA PRISIONAL
Pode-se sempre ser libertado por bom comportamento.

TRABALHO
Por norma somos quase sempre mais sobrecarregados com trabalho,  por ter bom comportamento.
 
CASA PRISIONAL
Existe quem nos abra e feche todas as portas.

TRABALHO
Quem tem de abrir as portas somos nós e ainda nos pode ser vedada a entrada pelo segurança, se não tivermos a identificação.
 
CASA PRISIONAL
Pode-se ver TV e jogar cartas, bola, damas e outros

TRABALHO
Somos demitidos se formos apanhadados a ver TV ou a jogar qualquer coisa.

CASA PRISIONAL

Podemos receber a visita de amigos e parentes.

TRABALHO
Nem temos tempo para nos lembrarmos deles.

CASA PRISIONAL
Todas as despesas são pagas pelos contribuintes,  sem grande esforço nem preocupação da nossa parte.

TRABALHO
Temos que pagar todas as despesas e ainda impostos e taxas são deduzidas do nosso salário, que servirão também para cobrir as despesas das Casas Prisionais.

CASA PRISIONAL
Por vezes aparecem alguns carcereiros "sádicos"...

TRABALHO
No local de serviço, os nossos "carcereiros" têm nomes específicos: Gerente, Diretor, Chefe e outros identicos... 

CASA PRISIONAL
Pode-se estar à vontade e até a ler algumas piadinhas.

TRABALHO
Estamos feitos se somos apanhados a ler algo não seja relacionado com o trabalho.
 
- TEMPO DE PENA -
 
CASA PRISIONAL
Por muito dura que seja a sentença, saimos em  meio tempo,  por bom comportamento.

TRABALHO
Em média "cumprimos" 40 ou mais, anos de serviço, e não adianta ter bom comportamento, que não diminui a "pena".

Fonte: pesquisa de internet !!

Nota pessoal: - Não quero com isto dizer que o Crime compensa e muito menos apelar ao mesmo, nem sequer colocar em causa um tratamento menos bom nas Casas Prisionais mas, que tal os nossos "Governantes" reverem as Leis, e inverterem os termos "contratuais" , olhando  um pouco mais para quem,  com o seu esforço e trabalho leva este País em "frente". 

Talvez seja agora mais do que nunca, por todas as razões e mais alguma, dado que o trabalho está em risco para uma grande maioria, devido a uma "pandemia" inesperada, a altura ideal para o Governo, pensar bem no "assunto" ... Até porque os estragos do Covid, são muito mais abrangentes,  do que o risco da saúde física e mental que se manifesta nas pessoas contaminadas. Há todo um acréscimo por arrasto, que coloca muitas famílias, num amontoado de dívidas e  até em muitos casos na... Fome !! 

Afinal onde se encontram os "Prisioneiros" ... ? Deixo a pergunta no ar ?!!

@M.Cabral  

24.11.20

Nem tudo o que se diz ou escreve, é tão linear para quem nos lê, por vezes só nós próprios nos entendemos. Pode parecer até escrito sem "nexo" mas é como me sinto neste momento e... tão ansiosa de - Serenidade - !!


Maroussia

Passam os dias, passam as noites... estou  "parada" no Tempo,
ausente de tudo o que tenho, e presente, naquilo que não tenho. 
Sei que vou em frente periclitante, posso cair a qualquer momento
vou sempre na interrogação interior, eu vou mas, será que venho...

Viver, o que é viver ? como se aprende a viver, penso que perdi a noção
não sei se será assim, apenas porque o coração não pára de bater.
Da realidade vivida, já estou um pouco alheada, onde está a razão ?
que tipo de insanidade tenho de enfrentar e como a combater...

Passam os dias, passam as noites e eu perdida em interrogações 
como será, além mais adiante, a "continuidade" deixa-me inquieta.  
Medo, receio, algo parecido se instala dentro dessas inquietações
distancias, discrepâncias, é tão forte esta solidão que me "penetra".

Sinto-me qual barco, em alto mar, remando contra marés temerosas 
sem rumo, ao sabor do vento e a qualquer momento, poder afundar.
O pavor paraliza-me mas, a razão segreda-me... atitudes corajosas,
e assim me vou mantendo, contra o tempo, sem saber onde parar...!

@M.Cabral

26.10.20

* - A triste geração que se stressa e frusta-se por tudo e nada... - *


Maroussia

122120304_120486093162125_9028789364568808859_n.jp

Deambulando pelas páginas da internet, encontro textos que me "prendem" a atenção, perante quão interessantes possam ser, para me fazer pensar. 
Aprecio quem sabe escrever bem e sobretudo quem sabe "focar" o que escreve, na realidade e faz de algumas palavras, "retratos" reais do que é a vida na sua vivência. 
Este tema é tão actual e convincente na veracidade, que mais uma vez eu tinha de partilhar. 
Compactuo com o que está escrito e se assim não fosse, tinha de admitir que contra factos, com esta leitura e perspectiva do que acontece, não há argumentos plausíveis para se "contestar"..
@M.Cabral -                            
                                                             - Transcrição -

"Andam de carro, uber, táxi… Não lavam suas cuecas, nem suas calcinhas... Não buscam conhecimento... Nem espiritualidade.

Não se encantam com decorações natalinas, nem com um ipê florido... no meio da avenida.

Reivindicam direitos de expressão e não oferecem nada em troca... Nenhuma atitude... Consideram-se vítima dos pais... Julgam... Juízes duros, Impiedosos. Condenam !

Choram pelo cachorro maltratado e desejam que o homem seja esquartejado. Compaixão duvidosa... Amorosidade mínima.

“Preciso disso... Tem que ser aquilo!”... E haja insatisfação... Infelicidade... Descontentamento... Adoecimento... Depressão... Suicídio…!!

Geração estragada... Inconformada... Presa em suas desculpas... Acomodada nas suas gaiolas de ouro.

Postam sorrisos, praias paradisíacas, mas não se banham no mar curador... Limpam o lixo na praia com os amigos e não arrumam a própria cama.

Em casa, estampam tristeza, sofrimento, dor…  A dor de ter que crescer, sem fazer por onde… merecer.”

by - Augusto Cury
imagem by net