Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MAROUSSIA

Um pouco de mim... Sobre o que sinto, ouço, escrevo e gosto !!

MAROUSSIA

Um pouco de mim... Sobre o que sinto, ouço, escrevo e gosto !!

17.10.20

Divagação ou a tão famosa "crise" de identidade ... pois, não sei !!!


Maroussia

miades.jpg

De repente dou por mim a pensar na minha pessoa. Será que me "conheço" tão bem quanto penso ?

Sei que poucas ou quiçá nenhuma, pessoas me conhecem de todo. A culpa é minha que não me dou a conhecer nessa "totalidade" da entrega... reservo-me e preservo-me e concluo agora, que essa atitude traz-me sofrimento.

Aqui entra a minha dúvida, será que eu mesma me conheço ?
Só assim encontro a razoabilidade deste fechar-me em "concha", perante os outros, pese embora consiga socializar, com toda a normalidade e razoavelmente bem.

Claro que todo este "desentendimento" instalado dentro de mim, tem consequências, traduzidas em "solidão", num labirinto interior.

Quando exteriorizamos o nosso "estar", seja bom ou mau, sentimos o "feedback" de outrém.

O apoio em forma de palavras, de um abraço, um simples toque de mãos, algo que nos lembre que, alguém está ali para nós e tudo fica senão mais fácil, menos difícil será de certeza.

É aí que eu "saio" a perder... quando deixo que o "subconsciente" se sobreponha ao "consciente".

Daí esta minha interrogação... será que me "conheço" tão bem quanto penso ?

Um dia irei descobrir. Talvez me comece a entender melhor e assim, possa entender melhor os outros. Ninguém é perfeito.

Não hoje, não estou no "tempo" certo, se é que existe tempo certo para alguma coisa... !!??

@M.Cabral

02.08.20

A "Essência" de um Anjo, é a mais pura verdade do Amor, em toda a sua plenitude...!!


Maroussia

Invisíveis ao olhar mais profundo, sem forma definida, algo muito sobrenatural, logo, muito acima do que possamos entender... Todavia, eu acredito na sua existência. Claro que os meus "porquês" são muitos, com ou sem razoabilidade e só eu os entendo mas, acreditem que não me falta  sanidade e as minhas faculdades mentais estão óptimas. Crenças, nada mais do que isso e cada um com as suas, quer sejam pelos outros, credíveis ou não e inaceitáveis...!!

M.Cabral_pt®

22.06.20

Divagando... ao sabor de um tempo sem tempo !!


Maroussia

21635018_zcTkk.jpegimagem by net trabalhada

 Texto de um Diário (falhado) 

** Desde muito cedo, que me interesso pela "sustentabilidade" da vida humana, bem como, pelo seu comportamento. Concluí, (para mim) sem querer incutir coisa alguma, no espírito de quem quer que seja, que tal como o Planeta tem uma rotação que o equilibra, a nossa vida teria de ter algo cíclico, que nos desse algum equilíbrio, de modo idêntico.
E à medida que vou lendo, textos ou livros, com conteúdos nessa vertente, quase me capacito que estou (mera opinião) na "rota" que me levará a bom porto mas… depois entro em “colisão” !
Opsss… as dúvidas existenciais, são “tramadas”. Quando sou “assaltada” por alguns “pensamentos” estranhos, dou comigo a interrogar-me sobre, o quanto me consigo “equilibrar” nesses ciclos, querendo saber muito mais e ir mesmo ao cerne da temática em questão.
Assim, volto de novo ao célebre… “só sei que nada sei” (o que para mim é irritante) porque mais uma vez, a interrogação se manifesta na (im)pertinente pergunta…!!
Quem sou eu ? Contentamento e/ou aceitação de “todos” (claro que me refiro ao meu humilde Mundinho)? Não, de certeza (tamanha ousadia). Nem sequer de mim. Quiçá, de alguns poucos, e mesmo assim, serei ou não ?!
Se é importante para mim que o seja ? Penso que nem tanto assim… Basta-me ser quem sou, penso eu de que, mas logo volto de novo, à questão fulcral… afinal quem sou eu…?
Uma eterna interrogação, dentro do meu Ser!
E aqui tens meu amigo, uma outra forma de me conheceres. Sabes, no fundo o que eu queria mesmo, era poder saber o que pensas sobre mim… mas ficamos assim, porque assim tem de ser. Digamos que é o mais ético !

Despeço-me com um até amanhã… quiçá !! **

(algures em  2019)

®M.Cabral

16.06.20

Há dias "chatos"... ou será que a paciência é algo que se esgota, e eu ainda não me tinha apercebido...?!


Maroussia

 

21628596_2hHTp.jpegimagem by net

                         Texto de um Diário (falhado)

** Sabes, hoje estou em dia não… daqueles dias que te apercebes que a vida não é o que esperavas dela, e por muito que te esforces, de nada te vale porque não vais dar-lhe a volta.
Estive junto ao mar e, quando isso acontece, sinto-me pequenina e insignificante mas, ao mesmo tempo, ele inspira-me, faz-me pensar, carrega-me as energias e, sobretudo leva-me à introspecção. Foi isso que aconteceu… e detestei tudo o que pensei.
Sinceramente a vida não deve ser apenas esta sequência de dias, tem de ter algo muito mais apelativo e que faça com que valha a pena, nos levantarmos todos os dias, na sua continuidade.
Chorei ! Chorei sim e não me envergonho de o admitir, afinal não sou uma "máquina", cientificamente programada para conter emoções. Chorei de "raiva", pela impotência ou cobardia de mudar tudo o que não gosto em mim e não só.
Porque tem de ser tudo tão difícil ? Por vezes penso que é fácil e sou eu que complico, será que sou exigente demais ?
Mas depois penso que todos temos o "direito" de ser felizes, nem que tenha de ser por exigência. Portanto eu vou "Exigir" à vida o meu quinhão dessa “Felicidade” (se existe) e bem rápido, porque o meu tempo, não tem tempo para tanta espera!
Desculpa este mau humor, tu não tens culpa de nada e eu descarrego em ti, mas hoje não dá para mais, acho que estou deprimida. Está na moda, deixa lá...!
Mas não te preocupes, amanhã é outro dia, e outras oportunidades surgirão para me redimir do negativismo de hoje.

Até amanhã meu "amigo"... quiçá !! **


* Algures em Outubro passado, num dia muito aproximado ao meu aniversário. * 

®M.Cabral