Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MAROUSSIA

Um pouco de mim... Sobre o que sinto, ouço, escrevo e gosto !!

MAROUSSIA

Um pouco de mim... Sobre o que sinto, ouço, escrevo e gosto !!

05.09.20

Perdoe-me ! Excelente texto para uma linda musica e não menos qualitativa voz... anos 70 ! Gosto, partilho !!


Maroussia

     

Você, uma balsa num mundo perdido de sonhos
Uma mística criadora de planos
Emocionalmente em meus sentidos
Eu, nada mais que um grão de areia
E perdido na praia de seu reino
Incapaz de entender

Quando você está perto
A realidade perde sua influência
E, sozinho, as lágrimas molham minha alma
Mas o que se passa dentro de sua mente
E aonde quer que eu vá
Aquela fantasia nos leva de volta

Realmente não pode ser tão ruim
Deixar fazer as pessoas (que já foram felizes)
Amor, as oportunidades são tão poucas
Perdoe-me pelas coisas estranhas que faço
Estou me afogando num oceano de você

Texto da musica (português Br.)
®M.Cabral - Quando a nostalgia "ataca"

07.03.20

De repente, sou "assaltada" pela culpa, de não me ter proporcionado a mim mesma, a realização de um Sonho...!!


Maroussia

 

Nem passou tanto tempo assim, pouco mais de 2 meses, que assisti como todos os anos faço, através da RTP a mais um Concerto de Ano Novo. Faz parte da minha celebração de mais um ano.  E neste momento, na eventualidade de alguém ler estas minhas palavras, irá pensar que estou a "destempo", talvez até, que seja descabido nesta altura, este vídeo. Não pela beleza da música, nem pela magnificência da Orquestra e de quem a dirige e muito menos pela excelência do seu compositor Radetzky, mas sim, porque está "fora" de tempo. 
Todavia, tudo tem uma razão de ser e a minha é que, o meu grande sonho "seria" (porque cada vez está mais distante a sua realização) assistir a este Concerto ao vivo.
Por várias razões, umas mais outras menos importantes, fui adiando esse sonho, que talvez agora, não vá passar mesmo e apenas, de um grande Sonho...!!
Com esta "conversa", quero chamar a vossa atenção para que não cometam o mesmo erro que eu cometi.  Os sonhos não se adiam, porque de repente, o tempo se encarrega de impedir de os realizarmos.
Lutem pelos vossos sonhos e realizem-nos se forem plausíveis, porque quando olhamos para trás, já o tempo tomou conta deles...!!

®M.Cabral (in "extasy")  

11.12.19

Nostalgia ou saudades de um tempo que não volta mais ... ?!


Maroussia

Eis que de repente, entre um café e um monte de papelada que estou a tentar organizar, sou acometida por um momento "nostálgico" ... será porque uma parte desses "papeis" fazem parte da minha vida... de antes e de agora, com a incerteza se o farão, amanhã ?
Adoro o Solis e foi ele que escolhi para minha "companhia"  nesta maratona de "limpezas" ... no fundo vou ser sempre uma romântica incorrigível... !!
Oxalá não seja uma ameaça de "crise existencial", a idade avança e por vezes sem querer "sofremos" desse mal... de só querer ir onde não vamos e estar onde não estamos...! 

®M.Cabral