Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MAROUSSIA

Um pouco de mim... Sobre o que sinto, ouço, escrevo e gosto !!

MAROUSSIA

Um pouco de mim... Sobre o que sinto, ouço, escrevo e gosto !!

31.12.20

Que 2021 seja o "Ano" da Consciência ! Por tudo o que o Mundo Passou, Que os Povos, independentemente de "raças e credos", se unam numa finalidade global. Lutar por um Mundo melhor e mais "saudável", em todo o contexto que a palavra abrange !


Maroussia

ano 2020-21.jpg

RECOMEÇAR… mais um Ano com os corações plenos de Esperança de que, apesar de tudo será o " tal " , em que vamos

RENOVAR… os nossos anseios, a nossa força de vontade, fazer tudo aquilo que durante o ano nos foi "impedido"  sequer, de 

SONHAR… que devemos levar a nossa vida adiante, com a certeza que vale sempre a pena continuar mesmo que, nos momentos mais dolorosos, possamos pensar que  perdemos  até a capacidade de

AMAR… e fazê-lo em todas as coisas da nossa vida, em todos os momentos e pormenores, pois só o amor nos dá o incentivo para se
 
IDEALIZAR… uma vida melhor, mais tranquila, com mais Paz, em maior União Fraternal e assim podermos

REALIZAR… tudo o que levámos este ano a planear. Se assim o conseguirmos, então sim, significa que estamos a aprender a

VIVER… e saber viver é, a nossa maior bênção !!

 ®M.Cabral 

05.08.20

Uma narrativa por dia... !!


Maroussia

 

imagesidosos.jpgimagem by net

Narrativa do dia - “ Sem idade para Amar !! ”

Numa tarde "ensolarada" de Setembro, depois de sair do emprego, apeteceu-me deambular um pouco pelas ruas de Lisboa, acabando por atravessar um bonito jardim, para sentir-me mais perto da Natureza e respirar um pouco, de ar menos poluído.

Distraidamente, os meus olhos pousaram num casal que, pela sua maneira de estar me comoveu.
Dos seus rostos emanava felicidade e uma doçura que se completava pelo entrelaçado das suas mãos.

Isto nada teria de admirável, se o casal em referência, não estivesse na casa dos 80 anos de idade.

Não me contive e acerquei-me timidamente, pedindo desculpa da minha intromissão mas, ao mesmo tempo incentivada pelos seus sorrisos.

Depois de os saudar, perguntei-lhes há quanto tempo eram casados, explicando-lhes de seguida o porquê da minha pergunta. Já os vinha a observar ao longe e, era para mim um deleite ver um casal assim, depois de tantos anos, ainda com aquele ar tão apaixonado.

Entreolharam-se e rindo com um ar feliz, responderam-me quase em uníssono.

Casados ??

Perante aqueles risos e aquela expressão (penso que a minha cara de embaraçada os fez ter "pena" de mim), de pronto me esclareceram, mantendo sempre aquele sorriso fácil.

Nós não somos casados. Conhecemo-nos há um ano no mesmo Lar que habitamos, e começámos a namorar faz hoje um mês.

Fiquei sem palavras e com lágrimas de comoção, apenas consegui dizer sorrindo, que gostaria de ser convidada para o casamento, algo que seria para mim muito gratificante.

Com um ar maroto me retorquiram... Com toda a certeza e mais ainda, que com muito gosto me receberiam como madrinha.

Sorridente, agradeci a honra e depositando um beijo  naqueles rostos enrugados, despedi-me carinhosamente,  voltando-me para eles um pouco mais á frente para  lhes acenar com ternura..

Segui o meu caminho de sorriso nos lábios, sem me aperceber se as pessoas olhavam ou não para mim, a pensar comigo mesma, que o Amor será sempre, o maior sentimento Universal do Ser Humano, independentemente de credos, raças e idades.

autoria de__ M.Cabral_pt®