Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Sem qualquer razão motivadora de momento, a menos que, fosse levada pela nostalgia que esta "ambiência" nos traz a todos... senti saudades de mim !!

Sábado, 12.09.20

m000165093.jpgimagem net

Tenho saudades de mim !


Saudades... de quando era criança
De viver a vida cheia de Esperança.

Saudades... dos amigos da escola
Da minha estimada e velhinha "sacola".

Saudades... de correr pelos jardins
Dos dias que pareciam não ter fim.

Saudades... de andar descalça na rua
Das noites em que se descobria a Lua.

Saudades... do cheiro a pão quente
De ter algo que sendo pouco me acalente.

Saudades... do cheiro da Terra molhada
De molhar os pés, nas poças da estrada.

Saudades... de viver livre de pressões
Do pouco que havia, encontrar emoções.

Saudades... de me sentir a crescer
Do tempo em que me senti Mulher.

Saudades... daquele primeiro amor
Do primeiro beijo dado com ardor.

Saudades... de sentir dentro de mim um Ser
De ver o meu ventre a crescer.

Saudades... das dores do parir
Da felicidade de chorar e rir.

Saudades... de ver as filhas crescer
De ver o tempo por elas, correr.

Saudades... da emoção de passar a avó
De acreditar que jamais estaria só.

Saudades... do tempo que não volta
Por isso, hoje deixo a minha alma "solta".

Saudades... de tudo e de nada
De uma vida que está... inacabada.

Saudades... Tenho saudades de mim
Do que me rodeia e que um dia terá fim...!!


®M.Cabral

12-09-2020

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Maroussia às 16:25

Oh coisa simples, para onde foste ? eu só queria voltar ao "lugar" que antes conhecia... !!

Quinta-feira, 23.07.20


Está tudo aqui... na musica, na letra e até nas imagens.  As saudades levam-me há uns meses atrás em que... mesmo no escuro sabia por onde caminhar, conhecia os "caminhos", as pessoas, as coisas.
Num repente todas essas "grandes" conquistas do dia a dia, que eram relativizadas, se tornaram numa bomba poderosa. Passei a ter a noção que posso "tropeçar" nela sem querer, com todos os cuidados, mas é um  perigo "iminente". Mesmo que consiga sair mais ou menos ilesa, as "cicatrizes" vão ficar para sempre, porque com ou sem estilhaços, está e vai ser por muito tempo marcante, pelos "estragos" que fez e todos os que indirectamente, faz aumentar e agravar... !!

®M.Cabral  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Maroussia às 13:15

O inexplicável, não se explica... entende-se, pondera-se e aceita-se !!

Segunda-feira, 29.06.20

21668492_o4UV5.jpegImagem by net

 Texto de um Diário (falhado)

Olá meu caro "amigo" 

Desculpa a minha ausência (no fundo até descansaste um pouco de mim).
Não te esqueci de todo, aliás sabes que já não sei "viver" sem ti. Só que tenho andado um pouco "estranha", não diria que mal mas, menos bem.
Hoje, depois de jantar, fui a casa da filhota, para tomarmos café. Os homens para a sala da TV, em volta dos jogos, as mulheres ou seja a parte da minha prole feminina, na cozinha, em amena cavaqueira. A conversa daqui e de acolá, foi parar ao passado.
É curioso, como recordámos tantas coisas, boas e más, e à medida que a conversa foi fluindo, fomos "rebuscando" memórias e emoções.
Perdas, com lágrimas, lágrimas com "ganhos", nascimentos e vitórias, revivi de tudo um pouco.
Ri em determinadas "passagens" mas, também humedeci os olhos em outras.
Digamos que foram 3 horas como já ha muito tempo não vivenciava, sem telemóveis, sem tablets, sem tvs, sem computadores, como se o tempo tivesse "recuado". Em cima da mesa, apenas se viam chávenas de chá fumegante, um bule e um prato de biscoitos. 
Agora estando aqui para desabafar um pouco contigo, sinto-me mais plena, mais "aconchegada", porque nos dias que correm é tão difícil conseguir 3 horas, para simplesmente, apenas se conversar, e pensar que hoje isso aconteceu, enche-me a alma...!!

Agora vou descansar, se volto ou não amanhã não sei, mas volto... quiçá sine die !!

®M.Cabral

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Maroussia às 01:53

Quando um animal se transforma em pura Poesia... !!

Sexta-feira, 08.05.20

É tanta beleza contida neste pequeno "apontamento", onde o porte, a beleza e a perfeição do animal que amo de paixão, se enleia em excelentes imagens ao sabor da música,  que me apeteceu partilhar convosco, este video (feito já há uns bons anos) idealizado por mim,  logo de minha autoria. 

®M.Cabral

Autoria e outros dados (tags, etc)

Esta Lisboa que eu amo. Linda antiga e bela, hoje nem tanto, o progresso pode ser "lucrativo" para alguns, a mim, destrói-me as memórias de infância

Sexta-feira, 13.12.19

 

18555967_1336575039741634_4100804358155022068_n.jp                                                            imagem by internet

"Pregões de Lisboa"

Como recordo os meus tempos de menina
em que pelas ruas da minha velha Lisboa,
se ouviam belos pregões a cada esquina
em todos os bairros, de Alfama á Madragoa.

Com a mão na cintura passava a Varina
apregoava “quem quer sardinha” com voz forte,
logo gritava “olha o Século” o pequeno Ardina
a seguir o Cauteleiro “quem quer a sorte”.

Até a água também merecia o seu pregão
e aos Saloios ninguém pedia meças,
“água fresca” gritavam de bilhas na mão
que eles carregavam das fontes de Caneças.

Haviam ainda os “Moços de Recados”
que até mudanças eles faziam a pé,
e uns outros um pouco menos lavados
que davam pelo nome de “Limpa Chaminé”.

Até o Chinesinho que mal falava sequer
tinha a sua maneira de apregoar,
“glavatas" muito lindas quem as quer”
penduradas num pau para as mostrar.

Das velhas ou antigas tradições
da minha querida e saudosa Cidade,
são com certeza todos esses pregões
das muitas que recordo com saudade.

E se para alguns caíram em esquecimento
da minha mente jamais vão desaparecer,
recordo-os com carinho em cada momento
porque as Tradições de um povo não devem perecer...!!

®M.Cabral

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Maroussia às 23:28





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

calendário

Setembro 2020

D S T Q Q S S
12345
6789101112
13141516171819
20212223242526
27282930



O Tempo não pára... !!