Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Ultima "folha" do que deveria ser um Diário mas, por falta de conteúdo e assiduidade, simplesmente... falhou !!

Quarta-feira, 29.07.20

21631526_1VRZs mulher curvada sentada.jpeg

 Texto de um Diário (falhado)

Hoje não "vivi"... sobrevivi !!

Hoje limitei-me a sobreviver a mais um dia que passou. Por norma somos nós a passar pelos dias e a fazê-los acontecer à nossa maneira, à vivência de se estar na vida.
No entanto, ultimamente, comigo tal não acontece, são os dias que passam por mim, sem sequer se dignarem olhar-me nos olhos. Não consigo sentir "nada". Fome, frio, amor, nem sequer dor ! Tentei a saudade, de tudo o que não sinto mas, até isso foi em vão.
Concluí então, que podemos sentirmo-nos "sem vida", mesmo não tendo entrado na morte. A sensação que tinha era... como se o Mundo fosse um espaço minúsculo onde apenas eu habitava. A minha mente estava "fechada".
A dada altura desesperei, por momentos apoderou-se de mim a ideia de que o cérebro não estava a captar os sinais vitais. Senti medo, coisa que não é comum em mim. Medo deste abandono de identidade. Afinal era eu que me estava a recusar!

Razões? Imensas, mas serão as minhas, ninguém as entenderia. Na verdade, se existe a idade da razão, penso que cheguei à mesma.
Quem sou? O que quero? O que tenho? Será que a pergunta base mais consentânea, seja antes... o que mereço?
Perguntas sem respostas e eu só queria razoabilidade, para seguir em frente e não continuar a ter dias iguais a este, dias..."sem viver" !!
Obrigada por me "escutares". Não tentes entender-me meu "amigo", porque nem eu me entendo, só sei que dói...!!

Amanhã é outro dia e eu voltarei aqui ou quiçá não mais, neste contexto de... "Diário" !!!

(Novembro de 2019)
®M.Cabral

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Maroussia às 11:43

Porque não, nos deixarmos " enlevar " por esta "delícia" e sonhar um pouco, baseados numa esperança que jamais podemos e devemos perder... !!

Sexta-feira, 17.07.20

Porque apesar do conturbado "viver" que todos estamos a enfrentar, ainda existem, maravilhas que nos levam para lá do "pesadelo" . 
Que o poder do nosso imaginário, ao ver e ouvir algo como "isto", consiga apaziguar o nosso espírito e acalmar um pouco a nossa "dor"...!! 

®M.Cabral

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Maroussia às 23:46

Não tentes despertar em mim o sentimento enorme da carência... !!

Quarta-feira, 24.06.20

359d55a9f97be232b92fe95438c6b1c7.jpgimagem by net

Apaga esse teu desejo de beijar os meus lábios, para me calar a voz ao dizer não.
Não tentes "sentir-me", o rosto com as pontas dos dedos ou o cheiro, do meu perfume de mulher..
Não tentes "olhar" para a minha alma, com os olhos. Uma alma só vê outra, entre elas.
Não me olhes através de uma foto nem a beijes sequer, porque só vais sentir o toque do papel.
Pensa-me como se não pudesses amar-me ou então...
ama-me, nas palavras... somente !!

®M.Cabral

(algures pelos anos 80/90) 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Maroussia às 17:52

O nosso primeiro amor, tem um encanto que o eterniza... !!

Sábado, 23.05.20

pamo.jpgimagem by net 

"Primeiro Amor"

Eram os nossos tempos vividos no liceu 
e assim que com o seu olhar me deparei,
meu coração de imediato ficou preso ao seu,
desde aquele momento, logo me apaixonei.

De recados, às escondidas faziam-se trocas,
os cadernos plenos de desenhos de corações,
no final dos “períodos” lá vinham as fracas notas
porque descuidávamos estar atentos às lições.

Quinze aninhos, Santo Deus quanta ilusão
que pressa temos nessa altura de crescer,
pensamos na vida somente com o coração
e não damos conta do temos para aprender.

É o nosso primeiro amor …
aquele que nos vai marcar para sempre
é vivido, avidamente com todo o nosso fulgor,
mas deliciadamente de uma maneira inocente.

Quando nos dão o nosso primeiro beijo
quase sempre nos apanham de surpresa
fica-nos na mente, por outro, o desejo,
e nos lábios, um doce gosto a “framboesa”.

Os nossos dedos sempre bem entrelaçados
caminhamos rosto colado e de mãos dadas,
com os nossos corpos muito bem enlaçados
e as frases, todas elas em amor, sempre acabadas.

Crescemos e é muito raro acontecer
ficarmos ligados a esse primeiro amor,
outros amores se acabam por conhecer
de novo voltamos a amar com o mesmo ardor.

Mas por muito felizes que sejamos
com uma nova vida plena de alegria,
quando pensamos nos nossos verdes anos
o primeiro amor, lembramos com nostalgia.


®M.Cabral

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado por Maroussia às 23:36





mais sobre mim

foto do autor


pesquisar

Pesquisar no Blog  

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

calendário

Agosto 2020

D S T Q Q S S
1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031



O Tempo não pára... !!