Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

MAROUSSIA

Um pouco de mim... Sobre o que sinto, ouço, escrevo e gosto !!

MAROUSSIA

Um pouco de mim... Sobre o que sinto, ouço, escrevo e gosto !!

13.06.24

Simples "Narrativas" pequenos contos quase todos reais... menos os "sonhados" !!


Maroussia

o meu anjo.jpgimagem by net
"Narrativa do Dia" - Um sonho que nunca esqueci... ! 

Aos doces acordes de belas melodias, voei "deliciada" nas asas de um Anjo, até ao Céu.
Olhei para baixo e perguntei-lhe quase em sussuro... porque não posso eternamente aqui ficar ? 

Ele celestialmente sorrindo me respondeu... porque se está a  aproximar a  hora de "acordares".
Perguntei então porque tinha de acordar se eu me sentia tão bem naquele lugar calmo e repleto da serenidade,  tudo aquilo que eu tanto buscara em toda a minha vida.
Ele de novo sorrindo me respondeu com toda a "complacência"... chamando-me à realidade.
O teu trabalho lá em baixo ainda não está terminado. Tens muitas pessoas que necessitam de ti.
Mas eu teimava, já ninguém precisa de mim, os filhos estão criados, seguem seu rumo pelos seus próprios pés, aliás estão entregues aos seus destinos e, eu jamais poderei modificar esses mesmos destinos.
E de novo pedi, deixa-me ficar. Aqui não há dor, não há sofrimento, apenas existe a Paz que eu preciso de sentir.
Mas as minhas súplicas de nada valiam, ele argumentava sempre mais forte, que o meu trabalho estava incompleto.
Que ao "regressar", olhasse atentamente ao meu redor e que iria aperceber-me de quanta falta eu ainda fazia... Que ficasse sempre muito atenta aos mais ínfimos pormenores.
Os filhos e os netos precisavam estar comigo e de me amar por mais um tempo, para poderem ficar “plenos” de lembranças minhas,  para os ajudar a superar melhor a minha falta.
Os amigos,  esses precisam sempre de alguém que  os escute e esteja ao lado deles nas boas e más horas da vida, e também a eles, eu teria de deixar boas recordações.
As flores do meu jardim, estavam a ficar secas e eu não podia deixar morrer o que é belo.
Com aquele sorriso angelical que me prendia e encantava, me encaminhou na viagem de "regresso".
Embora triste, despedi-me de tudo quanto de mais belo conhecera e sentira até hoje.
Mas a minha alegria depressa voltou, porque hoje sei, que depois de cumprir todas as “ minhas obrigações” ele de novo me virá buscar e dessa vez ficarei para sempre.

Antes de me "deixar" e em tom de "despedida...disse-me algo que jamais esquecerei.

Vai em Paz e bem dentro de ti Procura-me, que eu sempre estarei contigo, seja de que forma for.

Hoje, tenho a certeza dessa realidade, pois sei que tenho  aquele "Anjo" sempre comigo... !!

®M.Cabral (autoria)
_ sob reserva_SPA

02.08.20

A "Essência" de um Anjo, é a mais pura verdade do Amor, em toda a sua plenitude...!!


Maroussia

Invisíveis ao olhar mais profundo, sem forma definida, algo muito sobrenatural, logo, muito acima do que possamos entender... Todavia, eu acredito na sua existência. Claro que os meus "porquês" são muitos, com ou sem razoabilidade e só eu os entendo mas, acreditem que não me falta  sanidade e as minhas faculdades mentais estão óptimas. Crenças, nada mais do que isso e cada um com as suas, quer sejam pelos outros, credíveis ou não e inaceitáveis...!!

M.Cabral_pt®

28.07.20

Porque o " amanhã " é sempre incógnito e, num segundo tudo pode mudar... Sejam felizes hoje... !!!


Maroussia

 

21662288_DwVMZ.jpgby net (retocada)

                        Texto de um Diário (falhado)

"" Olá meu caro "amigo"

Aqui estou eu, mais uma vez a aborrecer-te com as minhas "divagações". Prefiro este nome mais soft, aos denominados problemas, pela carga negativa da palavra em si, mesmo que não deixem de o ser, na sua essência.
Por norma, estamos sempre expectantes sobre o que nos espera ou não, quando começa o ano mas, por uma e outra razão que me vão surgindo pontualmente, para este ano, sinto inexplicavelmente, receio.
Não o receio de me faltarem bens essenciais, nem sequer de que a nivel geral tudo possa piorar, porque com isso vamos contando a cada dia que passa, afinal a realidade está na nossa frente, em nosso redor e até nos entra pela casa adentro, através dos média, o que fica longe de nós mas, que de uma forma ou outra, levaremos por "tabela".
Este "receio" de que escrevo, tem a ver comigo. Algo que se está a "alterar", não é visivel, talvez nem palpável, mas "sinto-o" e tenho muito medo.
Eu que nunca temi nada, de um momento para o outro, tenho de admitir um medo exacerbado, não sei de quê, de onde, porque mas... instalou-se e veio para ficar.
Um receio vivido em silêncio, porque se sempre estou bem, ninguém vai acreditar neste "receio", que iria de certeza parecer infundado. Por isso "calo-o" !!
Desabafo contigo e vou "esperar" para saber se será mesmo um receio "infundado". Deus permita que sim !!
Obrigada meu amigo, por teres paciência para me "ouvires"... nada podes fazer, mas neste momento é tudo o que preciso, e torna-se difícil, encontrar alguém que queira perder tempo a "ouvir-nos".
Nem me tinha apercebido disso, talvez porque sempre me predispuz mais a escutar, toda a gente... e ao mesmo tempo, porque "imponho" a mim mesma, calar-me !!

Volto amanhã ? quiçá ... !!? ""

Nota de autora: Curiosamente este texto foi escrito no começo deste ano !!

®M.Cabral

17.07.20

Momentos que são apenas "nossos"... até deixarem de o ser !!


Maroussia

21638903_d3UZF pijama sala.jpegimagem  (retocada)

                       Texto de um Diário (falhado)

 Olá meu caro "amigo" !

"" De repente, dou por mim, a sentir necessidade de "falar" contigo. Sim contigo, por incrível que pareça, "conheço" tanta gente, tenho alguns amigos "fisicos" mas, vá lá saber-se o porquê, prefiro-te. No fundo até sei o porquê.
Não me interrompes com aquelas palavras "vazias" de compreensão, e mais carregadas de complacência, do género... tens de ter calma, a vida é mesmo assim, há sempre quem esteja pior, estás a ser pessimista, etc etc.... as chamadas palavras de circunstância. E eu, só quero que me escutem.
As filhas têm vidas próprias, vivem e fazem o caminho que está certo. Quase todos fizemos o mesmo percurso. O tempo que têm precisam dele para consumo próprio, muito pouco resta para mim.
O meu companheiro de vida, é bom companheiro tem muitas qualidades, mas, por razões várias (diferentes personalidades) falha como "companhia", não por ser egoista ou algo parecido mas, porque há um "muro" invisível que nos separa e com os anos agrava-se e ficamos mais "isolados" (pela escassez de diálogo), embora estejamos muito tempo "juntos".
Não sei se já te disse que sofro de insónias, senão disse, dá para notares, pelos horários em que te venho "visitar".
É nesse tempo que estou acordada e tudo em meu redor, dorme tranquilamente, que me sinto assim, só.
Não é aquela solidão de estar só, mas a outra, aquela que faz sentir-me "só"... porque uma coisa é estar, por opção, outra é sentir por "situação".
Sabes, já me sinto melhor, "falar" contigo, faz-me bem...e que tal se fossemos tentar descansar ?
Assim como assim, amanhã é outro dia, melhor ou pior não sei, mas será diferente com certeza, é preciso é que o seja, porque nem disso, temos a certeza...!!

Fica bem e até amanhã ou não ... quiçá ! ""
®M.Cabral